Emanuel cita Gandhi, exalta trajetória de vida e obras na política em segundo programa

O prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), candidato à reeleição, apresentou seu segundo programa eleitoral na noite deste sábado (10), exaltando sua história, obras feitas na política e citou até mesmo Mahatma Gandhi. Ele foi o único que fez um novo programa nesta noite. 

Emanuel encabeça a coligação “A Mudança Merece Continuar”, composta por 11 partidos – MDB, PP, PV, PSDB, REPUBLICANOS, PL, PTC, PCdoB, PMB, PTB e SOLIDARIEDADE – e tem como candidato a vice-prefeito, José Roberto Stopa (PV).

Nascido em Cuiabá, em abril de 1965, o emedebista iniciou sua carreira política ainda muito jovem, aos 23 anos, quando foi eleito vereador por Cuiabá. Ocupou ainda, por quatro mandatos, o cargo de deputado estadual.

“Família é tudo. Já vim de um berço de muito amor. Minha esposa, meus filhos foram estruturas fundamentais, alicerces, verdadeiros pilares para que pudesse superar a mentira, o fake news, a politicagem, a maldade que não tem limites”, disse.

“Gosto muito de uma frase do Gandhi que diz que você deve ser a mudança que você quer ver no mundo. Então, você tendo essa visão de que as pessoas estão acima dos números, nós construímos uma cidade muito mais humana”, afirmou o prefeito, ao citar uma das prioridades de sua gestão.

Ao longo do programa, Emanuel destacou obras feitas nos últimos quase quatro anos tendo sempre a preocupação de levar uma melhor qualidade de vida, principalmente, às pessoas que estão distantes do centro da cidade.

“Não é fazer uma obra de qualquer jeito porque é pública. É fazer o hospital melhor que os hospitais privados de Cuiabá para a população SUS. E quem mora lá no Pedra 90? No Três Barras? No Santa Izabel? Eles não têm condições financeiras de diariamente fazer uma caminhada no Parque das Águas, por exemplo”, lembrou.

“Por isso que eu inverti essa prioridade: A prefeitura vai levar qualidade de vida o mais próximo possível da sua casa, da sua vida. Quando você coloca o ser humano acima de tudo, você faz o diferencial. Os desafios são muito maiores, a dificuldade é muito maior, as entregas são muito mais complicadas, mas a realização fica como um legado”, citou.
 
Ações na pandemia


O programa exibido nesta noite falou também sobre os desafios enfrentados nos últimos meses em conduzir uma cidade em meio a uma crise sanitária mundial. “Imagina se você não tem o equilíbrio, preparo emocional, psicológico, político, maturidade… como você leva o destino da Capital do Estado?”, questionou Emanuel.

“Muito foi feito. Muito. Mas temos ainda muito o que fazer. E tudo que puder fazer na minha vida para poder melhorar a vida das pessoas e transformar Cuiabá cada vez mais numa cidade muito melhor para se viver, eu não medirei esforços para fazer e continuar fazendo”.